Audiência pública sobre a desvinculação do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (“Centrinho”), realizada em 16/9, lotou a Câmara Municipal de Bauru e mostrou forte resistência ao projeto do reitor M.A. Zago. O prefeito compareceu e disse que o HRAC deve ser defendido “com unhas e dentes”. A convite da Câmara Municipal, o professor Francisco Miraglia manifestou-se, em nome da Adusp, e informou que a entidade pedirá ao Conselho Universitário da USP que a desvinculação seja revogada, até porque não obteve o quórum necessário. Confira reportagem do jornal A Cidade.