Acaba de ser publicada em formato digital a edição 64 da Revista Adusp, cujo tema central é a conjuntura política nacional atual, inaugurada com o impeachment de Dilma Rousseff em 2016 e que ganhou novos desdobramentos com as eleições presidenciais de 2018, a vitória de Bolsonaro e o seu desastroso governo.

Em razão da pandemia, esta edição somente será impressa quando houver condições seguras para manipulação e distribuição dos exemplares. Portanto, inicialmente a edição 64 estará disponível exclusivamente online em formato PDF no site da Adusp, para “baixar”, ou por meio da circulação de links.

O primeiro bloco desta edição reproduz os principais momentos do debate entre professores universitários que foi organizado pela Comissão Editorial da Revista Adusp, em outubro de 2019,precisamente com a finalidade de discutir a conjuntura. Mais de um ano se passou, mas seu teor permanece muito atual.

O segundo bloco consiste de artigos sobre bolsonarismo e universidades, bolsonarismo e pinochetismo, permanências da Ditadura Militar, persistência ou não do “Estado de Direito” no país, racismo estrutural, legislação trabalhista neo ou ultraliberal e a situação dos estados e municípios no tocante à Dívida Pública e aos sistemas de Previdência do funcionalismo público.

O bloco final, por sua vez, aborda os impactos da pandemia nas universidades públicas e escolas em geral: sobre o corpo docente, os funcionários técnico-administrativos e os alunos. “É uma coletânea de artigos elaborados por docentes no calor da hora, cujo teor, mesmo quando quase panfletário, não diminui o vigor das reflexões e a pertinência da análise”, destaca o editorial.