Manifestamos nosso desagravo à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), atingida, na reunião do Co de 8/11, na pessoa de sua diretora, professora Maria Arminda do Nascimento Arruda, pela fala desqualificadora do professor José Roberto Castilho Piqueira, diretor da Escola Politécnica (Poli).

Na apresentação de dados relativos à dotação orçamentária, a professora Maria Arminda utilizou a comparação com a Poli apenas como exemplo do desfavorecimento da FFLCH. Em seguida, foi atacada pelo professor Piqueira com alegações capciosas e ofensas pessoais.

Condenamos veementemente essa atitude incompatível com o funcionamento de um colegiado universitário, no qual o destrato, a desqualificação e a agressão têm se transformado em algo corriqueiro.

Diretoria da Adusp

Veja o trecho do vídeo do Co de 158:50 a 161:58.

Informativo nº 428

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.