O incêndio atingiu o prédio da Graduação
do Instituto de Biociências

 

A coleção didática de zoologia, que tinha materiais históricos,
foi incinerada

 

A Adunesp, o Sintunesp e demais entidades sindicais e estudantis que compõem o Fórum das Seis solidarizam-se com a comunidade de servidores/as docentes, técnico-administrativos/as e estudantes da Unesp de Rio Claro frente à tragédia que se abateu sobre o campus.
 
O incêndio de grandes proporções no prédio central do Instituto de Biociências (IB), que teve início na tarde de 31/8/2022, felizmente não deixa ninguém ferido, mas aponta para prejuízos materiais ainda não dimensionados em salas de aula, laboratórios e salas de professores/as. E para prejuízos incalculáveis no acervo acadêmico e científico da unidade, com a perda de coleções inteiras de animais usados em ensino e pesquisa.
 
Nossas homenagens aos/as servidores/as que tentaram conter as chamas em seu início e garantiram a evacuação de todos e todas que estavam no local com segurança.
 
O incêndio gera enorme tristeza também na cidade de Rio Claro, que tem na Unesp parte fundamental de sua história, cultura e desenvolvimento econômico. Criada em 1958, a então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro deu origem aos atuais Instituto de Biociências (IB) e Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), a partir do advento da transformação em Unesp, em 1976. Da mesma forma, gera consternação no meio científico nacional, no qual os cursos e as pesquisas da Unesp de Rio Claro ocupam lugar de peso. O primeiro curso de Ecologia do Brasil, a título de exemplo, tem suas origens no IB de Rio Claro.
 
O Fórum das Seis espera que a apuração já iniciada pela Unesp aponte as causas do incêndio e contribua para que outras tragédias sejam evitadas.
 
O corte sistemático de recursos que se abateu sobre a educação pública do estado e do país nos últimos anos, que certamente tem comprometido os investimentos e manutenção necessários, nos faz temer que episódios dessa natureza continuem ocorrendo em nossas universidades e demais instituições de ensino, pesquisa e extensão públicos.
 
A “parte da história que se acabou”, como consta no título desta nota, foi a expressão usada por um docente do campus de Rio Claro em meio ao incêndio. O Fórum das Seis deseja a ele e a toda a comunidade que se fortaleçam para superar a tristeza de hoje e seguir construindo ensino, pesquisa e extensão de excelência e a serviço da população.  
 
São Paulo, 1º de setembro de 2022.
Adunesp, Sintunesp, Fórum das Seis
 
Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.