Em comunicado publicado e distribuído nesta sexta-feira (12/2), o GT para a Elaboração do Plano de Readequação do Ano Acadêmico (GT PRAA) reafirmou que “as aulas neste primeiro semestre letivo serão remotas, com autorização para atividades presenciais de reposição de aulas práticas, desde que se cumpra rigorosamente o protocolo de biossegurança e a critério dos Dirigentes”.

Além disso, o GT PRAA, que é coordenado pelo vice-reitor Antonio Hernandes, avisa neste “décimo-primeiro documento” do “Plano USP” que “o retorno pleno às atividades presenciais dependerá das condições epidemiológicas e/ou da vacinação dos profissionais da educação”, e que as aulas da graduação terão início no dia 12/4.

Ao final, o comunicado lembra aos “dirigentes” que eles “devem avaliar a situação em suas Unidades e desenvolver ações para manter as atividades administrativas e atividades-fim, sempre respeitando o protocolo de biossegurança”. O que parece ser um esforço para exortar os diretores de unidades e outros gestores universitários a determinar que funcionários técnico-administrativos a eles subordinados desenvolvam, em alguma medida, atividades presenciais — a despeito da pandemia.

“O Plano USP não conta com a participação da comunidade”, avalia a professora Michele Schultz Ramos, 1ª vice-presidente da Adusp, a propósito do novo comunicado do GT PRAA. “É um plano autoritário. E eles transferem para as unidades a prerrogativa para a decisão, uma certa flexibilização para que as atividades aconteçam. Isso é bastante preocupante, porque a gente sabe que as unidades são muito heterogêneas, e havendo diretorias autoritárias, ou negacionistas, que minimizam a gravidade da coisa, a gente pode ter conflitos internos”.

No seu entender, os vários setores da universidade deveriam estar conversando e convergindo para um plano que considerasse todas as dimensões envolvidas. “Por exemplo: eles falam de reposição de aulas dos cursos de saúde, de estágios etc. A gente está vivendo uma situação no Hospital Universitário [HU] em que os estudantes não foram incluídos na vacinação. Não só os que estagiam no HU, mas em vários outros equipamentos de saúde”, diz.

“Então tem muita gente da nossa comunidade que está em contato direto com pacientes e que não teve garantida a vacina, o que é preocupante. Assim como há supervisoras e supervisores de estágio que ainda não foram vacinados. No caso do HU sequer sabiam quantos alunos estavam estagiando lá”, destaca.

A seguir, a íntegra do comunicado.

Íntegra do comunicado do GT PRAA de 12/2/2021

Considerando as notícias veiculadas pela imprensa nesta semana e o grande número de questionamentos de estudantes, professores e dirigentes, o GT PRAA comunica que:

  • o início do primeiro semestre letivo de 2021 da graduação será no dia 12 de abril;
  • as aulas neste primeiro semestre letivo serão remotas, com autorização para atividades presenciais de reposição de aulas práticas, desde que se cumpra rigorosamente o protocolo de biossegurança e a critério dos Dirigentes, de acordo com a Portaria Interna PRG nº 036/2020;
  • as informações sobre a semana de recepção aos calouros, matrícula e confirmação de matrícula serão divulgadas pela PRG ainda neste mês de fevereiro, e
  • o retorno pleno às atividades presenciais dependerá das condições epidemiológicas e/ou da vacinação dos profissionais da educação.

Adicionalmente, o GT destaca que os Dirigentes devem avaliar a situação em suas Unidades e desenvolver ações para manter as atividades administrativas e atividades-fim, sempre respeitando o protocolo de biossegurança.

São Paulo, 12 de fevereiro de 2021.

GT Readequação do Ano Acadêmico

Prof. Dr. Antonio Carlos Hernandes, Vice-Reitor e Coordenador do GT

Prof. Dr. André Lucirton Costa – FEARP

Prof. Dr. Edson Cezar Wendland – EESC

Prof. Dr. Gerson Aparecido Yukio Tomanari - IP

Profa. Dra. Mônica Sanches Yassuda – EACH

Prof. Dr. Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho – FM

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.