Em carta encaminhada nesta quarta-feira (12/8) ao diretor da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), professor Edson Wendland, a Associação de Pós-Graduandos da USP São Carlos manifesta satisfação com a decisão — anunciada por ele na antevéspera — de retirar do Comunicado da Diretoria de 5/8 o tópico que foi objeto de crítica dos pós-graduandos, relacionado ao possível retorno a atividades de pesquisa presenciais nos laboratórios daquela unidade.

A APG-São Carlos agradece, na carta, o retorno do diretor à nota anterior da entidade, e reafirma disposição de diálogo. Lembra que “frente a relatos de alunos se sentindo coibidos a assinar o termo de [ciência e] responsabilidade enviado, seja por conta do(a) orientador(a) ou por se tratar de atividades que envolvam as dependências físicas dos laboratórios, a APG, juntamente com os representantes discentes, decidiu acrescentar esse ponto na carta enviada anteriormente”. Porém, ressalva, “acreditamos fortemente que nenhum desses fatos era objetivo do termo quando formulado, assim como também acreditamos que a Diretoria da EESC preza fundamentalmente pela proteção e preservação da vida e saúde de todos os atores da comunidade USP”.

No entanto, a associação mantém seus questionamentos ao documento que a direção da unidade havia proposto na forma de anexo ao Comunicado de 5/8: “Queremos elucidar à Diretoria que o termo de [ciência e] responsabilidade nos pareceu problemático pelo teor expresso particularmente no seguinte trecho: ‘No entanto, ciente e a despeito dos perigos inerentes ao cenário da atual pandemia e das potenciais consequências que dela podem advir, decidi realizar, sob minha conta e risco, atividades de pesquisa presenciais para complemento de minha formação acadêmica’. Nesse sentido, reiteramos a necessidade de responsabilidades compartilhadas”.

Por fim, a APG-São Carlos pede à Diretoria que esclareça melhor o alcance da decisão anunciada de rever sua orientação anterior: “Diante do comunicado enviado pelos senhores [referência à carta de Wendland de 10/8] entendemos, então, que esse termo de responsabilidade foi suspenso (anulado) para uma reavaliação de seu conteúdo e que a Diretoria indica para todos os pós-graduandos a realização apenas de trabalho na forma remota, até uma nova proposta. Gostaríamos de confirmar para poder informar aos alunos essa decisão” (destacado no original).