Iniciativa tem intensificado a distribuição de cestas básicas, kits de higiene e máscaras de proteção para moradores pobres da zona oeste. Outra frente do trabalho é a entrega de centenas de protetores faciais para servidores das unidades de saúde da região

Fotos: divulgação

Entrega de cestas básicas no Jardim D'Abril
 
Estudantes da USP participaram de ação na Capela Natividade do Senhor
 
Protetores faciais foram entregues a servidores da UBS do Jardim D'Abril
 
Servidores da UBS da Vila Dalva recebem EPIs
 
Com duas ações realizadas na última semana, a Rede de Apoio Popular Butantã em Combate ao Coronavírus (RAP-Butantã) completou a doação de cestas básicas para 200 famílias em dois polos na zona oeste, beneficiando um total de 748 pessoas.
 
Na terça-feira (12/5), foram entregues 45 cestas para famílias de três comunidades do Jardim D’Abril. Foi a segunda distribuição na comunidade, perfazendo um total de 85 famílias na região. No sábado (16/5), a entrega de outras 45 cestas ocorreu na Capela Natividade do Senhor, focando famílias das comunidades Assunção e 1010 (nas proximidades do Câmpus do Butantã) integradas às atividades da Pastoral da Criança. 
 
Além dos alimentos, cada família recebe um kit com produtos de higiene e limpeza e máscaras de proteção: duas por adulto e uma por criança na moradia. A distribuição incluiu ainda uma cesta com 30 ovos. 
 
A RAP-Butantã está também ampliando a sua rede de parceiros e doadores. Os ovos entregues às famílias no sábado, por exemplo, foram doados por moradores do condomínio Recanto dos Pássaros e por uma paroquiana da região.
 
Já as máscaras de proteção para as crianças ligadas à Pastoral foram doadas pelo grupo CosturandoAmor Novitá. Também foram entregues bolinhos recheados, doação de Julia Pittier, artista que ao lado de Daniel Ayres forma o Duo Badulaque, de música infantil.
 
A entrega das cestas é feita mediante cadastramento prévio das famílias e agendamento de horários para evitar aglomerações. Na ação do sábado, um grupo de três alunas e um aluno dos cursos de Ciências Sociais e História da USP também participou da distribuição. Alguns deles integram o Coletivo Afronte, formado por jovens que atuam principalmente em defesa da educação. 
 
“A ajuda de voluntários e voluntárias é muito importante. Com a doação das máscaras infantis e dos bolos, fizemos um kit especial para as crianças, o que exigiu mais trabalho para a montagem”, diz a voluntária Ellen Amaral, da coordenação da Pastoral da Criança, que tem trabalhado intensamente em todas as ações da rede. Os três grupos em que se divide a organização da RAP-Butantã – arrecadação, insumos e cadastramento – têm atuado de forma eficiente e articulada para permitir a intensificação das ações do coletivo.
Outra frente de ação da iniciativa é a distribuição de protetores faciais para os servidores dos serviços de saúde da zona oeste, como Unidades Básicas de Saúde (UBS), Assistência Médica Ambulatorial (AMAs) e hospitais. Na última semana foram entregues 333 desses equipamentos de proteção individual (EPIs) a 17 unidades. 
 
O total de EPIs distribuídos variava de 10 a 45, dependendo do número de funcionários de cada serviço. O Hospital Universitário (HU) da USP também já recebeu 60 protetores. Os EPIs distribuídos pela rede foram doados por um médico e pelos alunos da Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Bertioga 
A RAP-Butantã é uma iniciativa conjunta da Adusp, Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), DCE-Livre “Alexandre Vannucchi Leme" e Coletivo Butantã na Luta. A manutenção do trabalho depende das doações recebidas.
 
A Adusp disponibilizou uma conta corrente para o recebimento de doações:
 
Associação dos Docentes da USP
Banco do Brasil
Agência: 4328-1
C/C: 117-1
CNPJ: 51.688.943/0001-90