Tem início nesta segunda-feira (18/5) a programação das Jornadas Universitárias pela Reforma Agrária, promoção da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP.
Por conta da pandemia da Covid-19, os debates serão realizados por meio de lives transmitidas pela internet.
 
As atividades se iniciam sempre às 19h e podem ser acompanhadas pelo canal do YouTube do Programa de Pós-Graduação em Mudança Social e Participação Política da EACH.
A programação é a seguinte:

Segunda-feira (18/5):

Grilagem de Terra no Brasil.
Debatedores: professores Ariovaldo Umbelino de Oliveira (FFLCH/USP), Gustavo Prieto (Instituto das Cidades/Universidade Federal de São Paulo), Mauricio Torres Instituto Amazônico de Agriculturas Amazônicas/Universidade Federal do Pará).

Terça-feira (19/5):

Reforma Agrária.
Debatedores: Alceu Castilho (jornalista, editor do portal De Olho nos Ruralistas, autor do livro O protegido - Por que o país ignora as terras de FHC), Gilmar Mauro (dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra/MST).

Quarta-feira (20/5):

Violência no Campo.
Debatedores: professora Ana Terra Reis (militante do MST), padre Antônio Naves (Comissão Pastoral da Terra/CPT).

Quinta-feira (21/5):

Escoamento e produção de alimentos no cenário de pandemia da Covid-19 no Brasil.
Debatedores: Cesar Bisconti (Associação de Agricultores da Zona Leste/AAZL), Regiane Nigro (Intituto Kairós), Tatiane Soares (Casa da Agricultura Ecológica da Zona Leste).

Sexta-feira (22/5):

Ato de lançamento do Núcleo do Fórum Popular da Natureza na EACH.
O Fórum é composto por um grupo de entidades que pretende criar espaços para debater questões ambientais do ponto de vista da classe trabalhadora. 
Debatedores: José Cabrera (Fórum Popular da Natureza), Marcos Bernardino (professor da EACH).