A Secretaria-Geral da USP divulgou na última quarta-feira (24/6) os nomes do(a)s docentes que se candidataram às vagas abertas na Câmara de Avaliação Institucional (CAI) e Câmara de Atividades Docentes (CAD). A eleição ocorrerá no dia 14/7 por meio de sistema eletrônico de votação. Serão eleitos um(a) docente para compor a CAI e três para a CAD.

Candidataram-se para a vaga de representante da área de Artes, Humanidades e Ciências Sociais da CAI os professores Cícero Romão Resende de Araujo (FFLCH) e Ricardo Ricci Uvinha (EACH).

Para a CAD, candidataram-se pela área de Ciências Biológicas e da Saúde, que elegerá dois nomes, cinco docentes: Aluisio Augusto Cotrim Segurado (FM), Bruno Caramelli (FM), Célia Regina da Silva Garcia (FCF), Maria Helena Palucci Marziale (EERP) e Plauto Christopher Aranha Watanabe (FORP). Para a área de Ciências Exatas e Tecnológicas, concorre a um novo mandato o professor Marcilio Alves (EP), atual presidente dessa câmara.

Ao Informativo Adusp, Marcilio Alves disse que, como participou da etapa de submissão dos projetos acadêmicos dos docentes, gostaria também de finalizar o ciclo participando da etapa de avaliação. “Entendo que os processos de avaliação institucional (CAI) e de professores (CAD) são novos e estão em construção; daí ser fundamental escutar o corpo docente e a direção das unidades. Foi desse escutar, um pouco prejudicado pela pandemia, que a CAD construiu o seu processo de avaliação, simplificado e objetivo, qualitativo e considerando a vocação do docente”, afirma.

“Esse processo em construção também tem um ponto importante da definição, pela unidade do perfil docente, que serve como referência para a progressão na carreira. Da mesma forma, as unidades têm agora um plano de ação a seguir, definido por elas mesmas”, continua. “Isso tudo mostra um compromisso institucional e dos docentes com o ensino, a pesquisa, a cultura e as atividades de extensão e projeta a USP como uma instituição que promove a qualidade. A partir daí a USP pode e deve se estruturar para promover igualdade de oportunidades à sua comunidade, base para uma meritocracia justa.”

As duas câmaras integram a Comissão Permanente de Avaliação, ou “nova CPA”, cuja estrutura foi reformada na gestão do reitor M.A. Zago. Cada uma é composta por seis membros eleitos (dois de cada grande área) e por três membros indicados pelo reitor e homologados pelo Conselho Universitário (Co), com mandato de três anos.

Na última terça-feira (23/6), reunido de forma remota pela primeira vez na história da universidade, o Co homologou os nomes indicados pelo reitor Vahan Agopyan. Para a CAD, foi reconduzido a novo mandato o professor Moacir de Miranda Oliveira Junior (FEA). Para a CAI, também foi reconduzido o professor João Roberto Spotti Lopes (Esalq) e homologado o nome do professor Pietro Ciancaglini (FFCLRP), em substituição a Sylvio Accioly Canuto (atual pró-reitor de Pesquisa). A reunião do Co referendou ainda a indicação do professor Renato Jardim (IF) como controlador-geral da USP.