O diretor clínico do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), José Simon Camelo Jr., emitiu nota de apoio à professora Carolina Sales Vieira Macedo, do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), que vem sendo alvo de ataques em razão de aula que proferiu sobre “Contracepção na Diversidade (LGBTQIA+)” em novembro de 2021, durante o 59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia.

De acordo com a nota, iniciativas como a da professora Carolina “devem ser apoiadas e parabenizadas e jamais alvo de comentários e montagens grosseiras, covardes e mal-intencionadas, por indivíduos que se escondem nas redes sociais”. Ao que tudo indica, os ataques partiram de participantes do congresso: “Racismo, xenofobia, misoginia, homofobia ou qualquer outra espécie de preconceito não são aceitáveis de nenhuma maneira e muito menos ainda no meio universitário”.

O diretor clínico do HCFMRP destaca ainda que a Medicina praticada no século 21 deve ser “cada dia mais humanizada e inclusiva”, “aberta à pluralidade e comprometida socialmente com a arte de cuidar, sem nenhum preconceito”, e que tal entendimento está sintonizado com as preocupações da Comissão de Direitos Humanos da FMRP.

Fortaleça o seu sindicato. Preencha uma ficha de filiação, aqui!

LEIA MAIS