No dia 6/8, mais de 3 mil servidores públicos federais (SPF), entre eles docentes das instituições federais de ensino (IFES), realizaram marcha convocada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos SPF, em Brasília. Percorreram a Esplanada dos Minis­té­rios, em direção ao Ministério do Planeja­men­to, Orçamento e Gestão (MPOG), para cobrar a retomada das negociações em torno da pauta unificada apresentada pelo Fórum dos SPF.

A proposta do MPOG de reajuste de 21,3% parcelado em quatro anos foi amplamente rechaçada pelo Fórum. De acordo com Paulo Rizzo, presidente do Andes-Sindicato Nacional, os servidores públicos federais cobram do MPOG, do Ministério da Educação (MEC) e do governo negociações efetivas.

“Nós já rejeitamos, por unanimidade das entidades, a proposta de reajuste parcelado em quatro anos e também os cortes que estão sendo feitos no orçamento na Saúde, na Educação, Habitação, Previdência, e até agora não tivemos o retorno esperado”, diz Rizzo.

A greve nas IFES, iniciada no final de maio, conta com a adesão de 43 instituições. O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, tem se recusado a receber o comando nacional de greve do Andes-SN, apesar dos reiterados pedidos da categoria.

Informativo nº 403