No dia 17/8, às 14h30, na Reitoria da USP, foi instalada a Comissão de Isonomia, negociada com o Cruesp durante o mês de junho. Em reunião preparatória, o Fórum das Seis definiu alguns temas para discussão, que considerou essenciais para um conhecimento mais aprofundado das semelhanças e diferenças administrativas e funcionais existentes nas três universidades estaduais paulistas.

A perspectiva de trabalho da Comissão é a de construir um diagnóstico dos temas  propostos para debate. Com exceção da ordem, os representantes do Cruesp (os mesmos que têm participado das Comissões Técnicas) aceitaram os temas propostos, explicitados a seguir, na ordem em que serão debatidos:

  1. Carreira docente. Formas de ingresso e contratação. Complementações salariais e/ou verbas de representação e seu impacto na folha de pagamento, incluindo e discriminando gastos com plantões médicos e de outros tipos.
  2. Carreira dos funcionários. Descrição das carreiras, dos níveis e atribuições funcionais. Complementações salariais e/ou verbas de representação e seu impacto na folha de pagamento.
  3. Terceirização. Impacto e estimativas de gasto; áreas submetidas à terceirização. Avaliação desta política, levando em conta a necessidade de preservação da qualidade do trabalho acadêmico e do funcionamento da universidade.
  4. Políticas de permanência estudantil. Como são feitas as estimativas do investimento nestas políticas; tipos de bolsas e auxílios, incluindo extensão destes benefícios e critérios para concessão. Construção de estimativas confiáveis de necessidades estudantis e de formas unitárias para atendê-las.
  5. Modelos de expansão. Perspectivas em cada universidade e construção de políticas unitárias, preservando a qualidade e a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

Além disso, o Fórum propôs que as discussões e apresentações se dessem uma vez por mês, com rodízio dos temas, isto é, na primeira reunião discute-se o tema 1, na segunda o tema 2, etc., de modo que as informações e argumentos de ambos os lados venham a ser assimilados e analisados com o devido cuidado.

Esta rotatividade incluirá inicialmente apenas os itens 1 a 4 e, uma vez completada esta análise, seria encaminhado o debate acerca do tema Modelos de Expansão. Esta metodologia  de trabalho também foi aceita pelos representantes do Cruesp. A próxima reunião está marcada para o dia 28/9, quinta-feira, às 14h30, na Reitoria da USP.

Durante a reunião, o Fórum pediu aos representantes do Cruesp que solicitem aos reitores da Unicamp e da Unesp que cumpram seu compromisso de assinar um acordo de fim da greve de junho, manifestando a não punição pelo legítimo exercício do direito de greve, tendo como base o acordo estabelecido na USP.

 

Matéria publicada no Informativo nº 220